BLOG LOCAL: ALAGOINHAS, BAHIA BRASIL.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Transverter de 27 e 28 Mhz para 144 Mhz Italiano CQ Elettronica 1978.

Esquema original transverter publicado revista Italiana CQ Elettronica de 1978 projeto Andrea Casíne 14SJX. Para faixa dos 2 metros e para rádios 10 metros, o circuito é já conhecido em transverter 2m publicado aqui no blog. Rápido comentário do circuito: Temos na recepção entrada de antena 144 a 144,5 Mhz, L1 em ​​conjunto com os trimmer  fôrma o filtro BPF, entra em "G1" BF 905 mosfet de porta dupla que amplifica esta sinal de entrada 144 Mhz e sai no "D" sintoniza L2 e os trimmer 30pf e entrega ao TM1 misturador Mixer, TM1 recebe os sinais de 115,5 resultado do terceiro harmônico do oscilador local (VXO) controlado por um cristal de 38,5 Mhz, o sinal misturado é entregue diretamente a L3 que entrega a sua diferença sintonizado 144 Mhz ao "G1" do segundo circuito mosfet Amplificando e saindo no "D"a saída FI de 28,5 Mhz. sintonizada em L5, L6. Em transmissão o TM1, Mixer ou misturador, recebe o sinal de 115,5 Mhz do oscilador local, e a frequência de 28,5 Mhz vindo do rádio pelo atenuador de carga formado por um resistor de 56R 2W, um resistor 1k, e outro resistor de 56R para negativo, TM1 entrega o sinal a soma é sintonizada por L11 em 144 Mhz entra em um capacitor de 1kpf ou 1n na porta "G" mosfet de porta dupla 40673 amplificando e saindo em "D" para os próximos estágios buffer, driver, PA, LPF e saída de ANT. Na minha opinião, que me perdoe o autor (a) do projeto mas esta faltando muito para funcionar, nem uma simples chave de on off em + Vcc, não tem chave TX RX, falta de ligação + Vcc, para o iniciante montador é muito difícil só ver uma foto bonita do protótipo mas o esquema completo em página inteira não foi desenhado na revista. Eu tomei a liberdade de modificar como sempre faço desde menino em desenhos que olhava em revistas da época, por faltar maiores explicações de circuitos, eu redesenhava para mim. Desta maneira há dificuldade para o iniciante e desencoraja-o em montar um circuito de revista, eu desenhei dez (10) esquemas originais E modificados por mim com base em outros esquemas reuni o que podemos fazer para termos se não ótimo, mas um bom transverter para podermos modular na faixa de 2 metros com nosso famoso cobra 148 gtl, claro que desenhar um circuito não é o mesmo que montar, na pratica nós deparamos com vários fatores, isso poderá implicar no bom funcionamento do circuito em recepção como transmissão, eu sempre alerto sobre isso, e escrevo na teoria e uma situação e na prática é outro, podemos alcançar com transistores ou mosfet potencias TX entre 3 a 12 W RF, tudo dependente dos transistores empregado nos circuitos, alimentação de 12 ou 13,8 Vcc faz diferença, com uma boa antena direcional 12 Metros altura, ou unidirecional duas vezes cinco oitavo de onda, ou 4 vezes cinco oitavo de onda, em SSB em condições topográficas e dependendo da região aqui no Brasil, poderemos fazer contato com estações num raio de 40 a 100 Km de distância ou mais de base Para Base.
Leiam toda matéria da revista, ela pode ser baixada em: http://www.introni.it/pdf/CQ%20elettronica%201978_02.pdf

Esquemas originais em zoom.
1-Esquema original inteiro.
2-O esquema está original só fiz ás ligações + Vcc.
3-O esquema está original porem desenhei o mixer ou misturador TM1 que podemos confeccionar com diodos 1N4148 ou 1N60, ferrites do tipo focinho de porco pequeno encontrado em balun antena de TV tipo tescopica para VHF, UHF ou encontrado em cima da caixa metálica Varicap em TV Phillips antiga, ou toróides com boa permeabilidade para VHF, mais informações abaixo na foto DBM.
4-Nesta versão do nosso transverter 2m externo temos na entrada de RF do CB (PX) 27 Mhz um atenuador com 4 resistores de 220R blindado em uma caixinha feita de chapa fina e aterrada para negativo do transverter, podemos montar outros atenuadores para carga de 50 Ohms, melhor blindar pois evitará eventuais interferências de 27 Mhz no circuito, use cabo coaxial 50 Ohms o mais curto possível. Substituir o misturador a diodos TM1 entre os dois mosfet no receptor, e também na entrada das transmissões para os transmissores, ligamos diretamente nos circuitos dos mosfet, funciona muito bem para o papel de Mixer, porem o circuito perde um pouco a sua amplificação pois oMosfet está exercendo as duas funções, misturador e amplificador de sinal, mas nada que venha ser prejudicial ao nosso circuito, e ainda economizamos espaço em nosso PCI, sem falar da dor de cabeça para encontrar os núcleos de ferrites FB-801-43 ou outros Para alta frequências acima citado. O transmissor esta praticamente original, substituímos três transistores, queremos aproximadamente 5W RF, o mosfet porta dupla 40673 por BF 961, BF 981, BF 982 entre outros, o BF 173 por 2N 2219, 2N 4427, ou 2N 3866, no driver 2N 4427 ou 2N 3866 por MRF 237, no PA BLY 87, por 2N 3553, 2SC 1971, 2N 6081 ou mosfet RD15HVF1, se quiser menor potência coloque no PA MRF 237, e siga o 4-esquema deve ficar em torno de 2,5 a 3W RF , Para quem não quer muito potencia de RF.
5-Trocamos o oscilador local (VXO) com cristais de 19,5 e 20 Mhz selecionado por uma chave S1, este oscilador (VXO) copiei de um outro transverter já publicado aqui no blog em: http://projetosetransceptores.blogspot.com .br / 2015/07 / transverter-11m-2m-am-fm-ssb-interno-e.html. Os indutores e bobinas sem suas características aqui no esquema (VXO) será preciso ler a página de origem do blog, para ás demais dos circuitos estão nas páginas da revista.
6-Neste esquema trocamos o (VXO) este original já testado e aprovado por PY2 OHH Miguel da página do carcará VHF do Ararinha 2m, http://py2ohh.w2c.com.br/trx/carcara2m/carcara2m.htm  a frequência do original e Para 134 Mhz a 135,1 Mhz, dois cristais de 16.934 Mhz de telefone sem fio, vejam que o primeiro transistor L7 multiplicou quatro vezes essa freqüência ficando em aproximadamente 33.868 Mhz depois não segundo transistor essa freqüência é multiplicada 2 vezes L8 vai para aproximadamente 135.470 Mhz veja que a freqüência do cristal foi multiplicada no oitavo harmônico, uma variação do oscilador 16.934 cristais para 16.750 Mhz, uma diferença de -184 Khz resulta 134 Mhz final dar-se que podemos variar o oscilador primeiro com o indutor ligado nos cristais e os capacitores trimmer e variável dezenas de Khz, o resultado é uma frequência final das vezes oito. Bem então adaptei este VXO com apenas um cristal que pode ser de 19,5 a 20 Mhz, dependendo da frequência que se deseja operar, podemos adicionar um indutor entre o cristal e trimmer, para outros cristais o calculo pode ser feito no sexto harmônico ou outros, seu resultado mais 27 Mhz deverá ficar entre 144 a 148 Mhz. Vejam o calculo com cristal de 20 Mhz que é multiplicado por 2 (dois) que igual a 40 Mhz depois multiplicado por 3 (três) igual a 120 Mhz, mais a frequência do rádio CB 27 Mhz igual a 147 Mhz, variando de frequência no seletor de canais do rádio, vejam que eu modifiquei os indutores, em L7 aumentando de 8 para aproximadamente 12 espiras pois queremos sintonizar o segundo harmônico 40 Mhz, nas demais bobinas foi adicionado mais ou menos 2 espiras, pois queremos sintonizar o terceiro harmônico por volta dos 120 Mhz, talvez precise um fio mais fino 26 ou 27 AWG, em L7, L8, L9, L10, troque os trimmer ligados nos colletores dos transistores para 40 a 45pf e ajuste, talvez não precise a troca dos fios, outros cristais podem ser aproveitados de sucatas mas o cálculo serrá para frequência de 2m de 144 a 148 Mhz aqui no Brasil. Cuidado para não sair para fóruns da faixa acima e abaixo para entregas das empresas, prefeituras e outras usas para comunicações.
7-Versão externa do transverter com potência de transmissão de aproximadamente 10W RF, usar o mosfet RD15HVF1 da Mitsubishi, este mosfet pode chegar a 15 W e vai tranqüilo a UHF, na versão do transverter podemos usar também o transistor 2N 6081, para aproximadamente 10W RF, vale lembrar que você deve ter uma fonte de alimentação estabilizada bem filtrada e tensão de 13,5 ou 13,8 Vcc com 4 a 5 amperes. 
8-No esquema abaixo na versão do transverter interno 148 gtl com o PA RF mosfet RD15HVF1 da Mitsubishi, o mesmo pode ser usado nas freqüências ainda mais elevada UHF 400 Mhz, e pode chegar a 15 W RF com 12,5 Vcc em 175 Mhz, vejam o folha de dados:http://www.mitsubishielectric-mesh.com/products/pdf/rd15hvf1.pdfos mosfet precisam de tensão em seu gate que juntamente a RF temos o valor final em RF, podemos começar a regular o trimpot ligado no resistor de 330R no gate a tensão de 3,1 Vcc, essa tensão é medida no gate, poderá ser maior que 4,0 Vcc, observe a potencia e aquecimento, se poder observe a corrente. Bem pessoal o Mosfet é muito melhor que o transistor, só que eu fazendo uma pesquisa de preço fora do Brasil em lojas como ebay e outras achei de US $ 2,99 não sei se é original, e US $ 7,89 segundo a publicação é original verdadeiro Mitsubishi, ainda assim muito mais barato que o transistor 2N 6081 que chega mais US $ 22,50. Como atenuador de entrada dos 27 Mhz temos um capacitor de 47pf que e soldado na trilha de C 157 na base do TR 38, L 44 já entrega a freqüência de 27 Mhz pronta para ser injetada no nosso transverter, colocamos um capacitor antes do cabo coaxial de 47 pf, para que o circuito LC L 44 e C 203 não tenha tanta alteração de capacitância, com o pedaço de cabo coaxial ligado primeiro o sinal de saída do (PX) CB cai um pouco há alteração e não queremos que o nosso 148 gtl perca a boa qualidade de áudio e sinal, o capacitor poderá variar de 22 pf a 100 pf, melhor fazer testes para ver como fica o áudio e sinal com o rádio original em 11 metros, ainda temos no transverter antes da porta G1 do mosfet misturador um trimpot de 2k2 que regula a dosagem de RF que entra para a porta G1 e um resistor R1 de 5k6 ligado a negativo, este resistor poderá ser entre 3k3 a 15k depende da regulagem de entrada RF do trimpot.
9-Este esquema interno transverter 148 gtl, temos a versão com 10 W* RF TX com o transistor 2N 6081, este transistor pode chegar 15W RF a 175 Mhz com 12,5 Vcc segundo folha de dados: http://pdf.datasheetcatalog.com/datasheets2/28/2858671.pdf  porem não vamos obter esta potência aqui, iremos aproximar aos 8 ou 10 W RF, para que pudéssemos alcançar quase esta potência de 15 W RF teríamos que ter mais um estágio de amplificação driver elevando a excitação e corrente na sua base para termos alguns 3 ou 4 W RF e  aproximando-se 13W RF, este transistor é muito usado em rádios VHF antigos de 40 W RF de 1980 que podemos encontrar facilmente em sucatas em alguns rádios VHF Ele e usado no driver de alguns rádios VHF de 15 a 25 W RF.
10-Este esquema com opção para chave simples on off e relé 12 v, internamente no cobra 148 gtl praticamente é o mesmo circuito do transverter vamos comentar abaixo, só foi retirado o TIP 32, que faz comutação da linha +B Vcc, o BC 547 e seus componentes que fazem a chave eletrônica on off, foi acrescentado um relé (miniatura) ou pequeno acionado por outra pequena chave on off na comutação +B Vcc vindo de + C172.
11-Chave eletrônica on off +B Vcc transistorizada elaborada por mim, os transverter interno nos 148 gtl aqui no blog não tem este circuito, este circuito eu acho o melhor sem relé já que vai furar o fundo do rádio próximo a ANT. SO239 para colocar uma simples chave on off miniatura na versão com relé, então podemos colocar uma chave dupla de dois contatos que fará o papel do relé e fica bem próximo a saída de ANT. SO239, e ganharemos mais espaço na PCI do transverter. Rápida explicação: Ao acionar a chave CH1 para 2M, entra em funcionamento todo transverter, e fica desligado toda parte de Drive e PA do CB (PX). Entra em CH1A vindo F2 a modulação em AM com aproximadamente 5,6 volts, e em SSB aproximadamente 13,8 volts, selecionada pela chave S403-2 em LSB, AM, USB, estas tensões alimenta o PA final RF, em AM 5,6v com a modulação já pronta vindo de TR 41, porem temos menor potencia de RF final, já em SSB temos a tensão de 13,8v alimentando diretamente o PA final RF, temos maior potencia do PA final RF. Descrição do circuito chave eletrônica on off +B Vcc. Estas duas tensões vindo CH1A também são injetadas em um diodo zener de 4,7 volts e através do resistor de 2k2 entra na base do BC 547, ou BC 338, com uma (diferença de potencial) positivo este transistor conduz seu coletor e emissor para negativo, assim o TIP 32 ou BD 140 terá sua base uma (diferença de potencial) negativo e conduzirá também seu emissor e coletor, ligando +Vcc de C 172 13,8v alimentando todo transverter, com a chave desligada o TIP 32 estará inoperante com seu resistor de base e emissor de 10k em uma (diferença de potencial) positivo não deixando o mesmo conduzir a tensão para seu coletor, por sua vez o BC 547 também esta inoperante com sua base com (diferença de potencial) negativo com resistor de 4k7. No outro contato da chave CH1B temos a entrada e saída de ANT. no centro da chave é ligado antena no conector SO239 do rádio original, na posição 11M temos ligado a saída normal do 148 gtl da saída de RF da PCI, na posição 2M temos ligado a saída RF do transverter.
12- Nesta versão usaremos a simples chave on off miniatura no fundo do rádio, ligando + C 172 +Vcc 13,8v para o transverter e um pequeno relé 12v duplo contato, este liga a saída e entrada de antena de 2 metros e 11 metros, também liga a modulação em AM 5,6v e tensão de 13,8v em SSB alimentando o PA final RF, temos que colocar o relé o mais próximo ao conector de antena do rádio SO239 ou se for na mesma PCI seja ligado através de cabo coaxial o mais curto possível, como está no esquema, eu não sei o que é mais barato ou ocupa menos espaço na PCI, vai depender do desenho feito do circuito da chave eletrônica pois é mais dois transistores nesta versão, enquanto ao relé por ser pequeno é mesmo que um pouco mais caro deve ocupar menor espaço, sim porque o montador deve desenhar a mão ou em programa de PC uma PCI pequena para ser abrigada todo circuito dentro do 148 gtl, cuidado com o auto falante saiba que ele ocupa uma boa parte do meio do rádio, e você terá de fixar a PCI sobre ás bobinas L45, L46, L47, L48, da parte do mix TX do CI 5, lembre-se de blindar toda PCI por baixo e coloque um isolante grosso para que a PCI do transverter fique bem isolado das bobinas L45, a L48, seria melhor blindar toda parte de TX por cima também, para que não haja interferências nas bobinas abaixo sintonizadas em 34 Mhz L48, 7,8 Mhz, L47, eu já tive problemas em não blindar a PCI por baixo ao fechar o rádio, o comportamento do rádio e do transverter mudava modulação em SSB ficava ruim ou roca, isso em transverter para 40 metros, talvez este em 2 metros seja mais rigoroso ainda por se tratar de alta freqüência VHF. 
Chave eletrônica TX, RX acionada com PTT: Cobra 148 gtl PTT 4 pinos ligue no pino 3, PTT 5 pinos ligue no pino 5, ligue diretamente em J 404 Mike Socket. Esta chave é semelhante a já explicada on off, tem os mesmos transistores PNP, NPN, com PTT livre temos o BC 338 com (diferença de potencial) positivo na sua base com resistor de 10k para coletor, fazendo a alimentação +B Vcc sair no seu coletor para alimentar o circuito RX, neste modo o BD 140 está inoperante sua base também com (diferença de potencial) positivo essa tensão vem da base do BC 338 passa pelo 1N4148 e resistor 390R na base do BD 140, quando acionado (apertar) PTT, acontece o inverso agora na base dos transistores a (diferença de potencial) passa a ser negativo fazendo o BD 140 conduzir +B Vcc TX em seu coletor, e o BC 338 com sua base com (diferença de potencial) negativo fica inoperante, desligando a alimentação de RX de seu coletor. Desculpa não sou muito bom em explicação.
Simples chave TX RX acionada com PTT usada no nosso transverter.
Existem outros esquemas que funcionam muito bem.
Simples fonte de 13,5 Vcc 2 Amp. Transverter externo 5W.
Simples fonte de alimentação 12,5 Vcc 1 Amp. Para transverter versão original revista.
Mini-chave usada no fundo do cobra 148 gtl, versão com relé.
Referencia nos esquemas CH.
Esta foto é 3 pinos on on, mas poderá ser a simples 2 pinos on off.
Mini chave de 4 contatos 6 pinos, usado na versão transverter 148 gtl chave eletrônica.
Referencia nos esquemas CH1.
Mini relé 4 contatos 8 pinos 12 volts no nosso transverter interno e externo.
 Referencia nos esquemas RL1.
Já publicquei aqui no blog o procedimento para realizar ás ligações interna no cobra 148 gtl vejam: http://projetosetransceptores.blogspot.com.br/2015/07/transverter-11m-2m-am-fm-ssb-interno-e. Html  não importa a frequência de operação, serão sempre estas ligações no nosso transverter aqui publicado.
Abaixo como realizar ás ligações do transverter no cobra 148 gtl.
Pessoal para ficar mais fácil atualizei os esquemas e  as ligações no cobra 148 gtl.
Atualizado para transverter 2 metros, 03-06-17.
Abaixo foto de capacitores ajustáveis trimmer, os pequenos servem para nosso transverter.
Foto origem WEB.
Foto mixer que pode ser usado em nosso transverter 2 metros. Os núcleos chamados de focinho de porco disponível na caixinha de balun da antena telescópica TV, aquelas tipo "V" em cima da TV. São muito vendidas em casas de importação de um real R$ 1,00 aqui no Brasil. DBM: http://www.intio.or.jp/jf10zl/dbmhow.htm
 
Eu espero que os senhores montantes ou montadoras principiantes ou experientes em montagem gostem deste projeto, ás modificações por mim desenhado podem ser alterado para melhor desempenho do projeto, tem montadores que gostem de montagens mais difíceis e desafiadora, assim adquirem mais experiências e macetes, Já outros só querem montar o que é desenhado no esquema e ainda quer mais fácil. Para os mais corajosos e que gosta de melhorias, poderão adicionar um filtro BPF mais estreito sua banda passante com melhor atenuação, ou com um mosfet amplificado o sinal de ANT, podemos substituir o filtro LPF saída RF PA por um com dois ou três indutores de meia onda de 5 ou 7 elementos, melhorando atenuação, vejam nesta página mais sobre o assunto  http://py2ohh.w2c.com.br/util/pa/calculopi.htm  e no blog do Picco:  Https: // Blogdopicco.blogspot.com.br/2010/11/filtros-parte-ii.html  Pesquise sobre os filtros LPF para VHF. Pessoal, a tradução para o inglês, pelo google tradutor não está dando certo, e os textos em português saiam com nomes diferentes que eu tenho escrito e letras maiúsculas onde não se coloca, de repente o inglês ficava em português todo modificado, resolvi retirar a tradução, mesmo assim nos textos em português foi alterado, eu estou atualizando os textos em português, também a tradução ocupa muito espaço. Para traduzir textos no blog tem no lado direito em cima das publicações o tradutor ou use o navegador google chrome. Peço desculpas, e estou revisando e atualizando as palavras que foram deformadas ou alteradas, minhas desculpas aos irmãos de outros países que falam a língua inglesa, o nosso objetivo é melhorar cada dia mais o nosso blog para que vocês entendam com facilidade o que estou explicando. Por favor se me criticaram com ás palavras erradas nos textos volto a dizer que foi o tradutor que no próprio texto em português e inglês fez tradução das duas línguas, eu não sabia disso e tive que reescrever todos os textos, já esta atualizado 03-06-2017. Grato: 
Waldir Cardoso.


2 comentários:

  1. Boa noite, voce teria esta placa para vender ,quanto
    preciso para um cobra 148
    obrigado
    Roniel Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roniel boa noite.
      Não meu amigo eu só desenho os esquemas para publicação no blog. Não é difícil achar quem possa confeccionar PCI impresso.
      Sinto muito não poder atender sua solicitação.
      Muito obrigado pelo comentário.
      Waldir Cardoso.

      Excluir